Acompanhe por email! =)

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Diagramação

Mesmo quando ainda não fotografava de modo, ou ainda, com intenções profissionais eu já enxergava a diagramação, sobretudo nos álbuns infantis, com certa cautela. Pegava aqueles álbuns semi faraônicos onde na maleta eu achava que ao abrir sairia um brinquedo da Disney saltando aos meus olhos, e isso não ocorria, daí com a capa do álbum agora exposta eu pensava, agora sai. Engano. Ficava frustrado, pois não era tão divertida quanto eu esperava/imaginava.
Num álbum de fotografia, seja o clássico de colocar as fotos no saquinho, nos fotolivros ou álbuns encadernados, a prioridade como o próprio nome diz, é a foto, ou seja, aquele aniversariante, aquele casal. O excesso de elementos ilustrando um álbum coloca em segundo plano exatamente aquilo a que o álbum se dispõe. Com isso, eu transformo o álbum num gibi, num livrinho de histórias não verbais e quando chegamos na última página pensamos: cadê o povo? Cadê os momentos?
Uma linda festa temática infantil terá sua beleza destacada na própria foto, tanto nos cliques onde o destaque seja a decoração em si, quanto compondo as fotos com as pessoas da festinha e dá inclusive para brincar com isso, fazendo o aniversariante interagir com o cenário roubando um carrinho e saindo em disparada com o novo brinquedo!...rs...(quem pode não curtir muito é a dona da casa de festas que alugou o cenário).
O mesmo vale para cerimônias de casamento, 15 anos e outros, extrair o máximo da beleza do lugar, principalmente se for no campo, na praia, e, no final teremos um álbum de encher os olhos dos clientes e dos convidados.
Uma diagramação clean, leve destaca o assunto. Deixa claro para qualquer pessoa que aquele álbum é Aniversário de Juninho, de Mariazinha, ou ainda, de casamento de Romeu e Julieta.
Recentemente, no site da Huaínes Nunes, uma excelente fotógrafa infantil, li um post falando exatamente acerca desse tema achei bem legal.
Assim como a Huaines, também faço minhas montagens no Photoshop e tenho gostado cada vez mais desta arte, aprimorando cada dia mais com tutoriais, fóruns, baixando elementos para complementar o programa e inspirações em profissionais que considero referências como a Luciana Prado, a melhor fotógrafa de família do Brasil.
As lâminas que se seguem são de uma formatura ABC de Giulia Maia que seguem essa linha se pensamento.





sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Produtos

A importância do registro dos momentos

Poxa, onde eu coloquei minhas chaves?! E meus óculos?! Perdi meu pendrive que tinha a minha vida dentro não sei onde! O quão comum são essas frases, ou melhor, esses esquecimentos no nosso dia-a-dia. Com os nossos momentos acontecem da mesma forma. Conseguiríamos lembrar quem foi o misterioso assassino da novela que passou há dois anos? E quem foi o vencedor do reality show do ultimo ano? O tema memória é matéria de capa da mais recente edição da revista Super Interessante, janeiro de 2012. A reportagem trata dentre outras coisas o quanto esta danada da memória, por uns chamada de “vaga lembrança” pode nos enganar, deixar na mão. E é exatamente por esse motivo que se faz tão importante o registro dos momentos. A fotografia é uma excelente aliada da memória. Olhamos para aquela foto dos primeiros passos do nosso filho e a emoção que esta nos traz é praticamente a mesma daquele dia. Abrimos os álbuns empoeirados naquele baú e passamos horas olhando os coleguinhas de turma de quando eu tinha 4 anos. Nossa! Fulano de tal tá morando ali, Beltrano hoje é médico famoso, Cicrano não prestou para nada. ...risos... Isso não tem preço, aliás, tem sim, é só me solicitar um orçamento. ...mais risos... . Outro costume que adquirimos depois da era digital é o de não mais revelar as fotos. Às vezes por opção mesmo e, sendo assim nada contra, mas, na maioria das vezes, é por desleixo mesmo. “...ah, vou organizar, escolher e mando revelar...”, já era. Apesar de adorar tecnologia, ainda não dispenso um bom álbum de foto, que pode ser daquele clássico mesmo que a gente encaixa as fotos no “saquinho”, ou ainda algo mais requintado como um Fotolivro ou Álbum Encadernado. Depois daí é organizá-los na estante para quando aquele parente, aquele amigo chegar em casa você dizer: você já viu as fotos do aniversário de Juninho? Você viu o Book que eu fiz? Menina, olhas as fotos do meu casório. Pois é, daqui a 10, 20 anos, você também vai abrir a sua gaveta empoeirada e se emocionar por ter valorizado esses momentos e se presenteado com um registro de qualidade. Pode enxugar as lagrimas, eu também precisarei enxugar as minhas quando assim fizer, ainda semana passada eu precisei fazer isso quando vi as fotos do nascimento da minha filha, Alice, essa do post abaixo. Ah! Caso os tenha convencido da importância, lembrem de mim! ...risos... Também ficarei muito feliz em ajuda-los a eternizar os vossos incríveis momentos.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Apresentação

Olá a todos,

Sejam muito bem vindos ao meu blog.

Sou Anderson Maia, tenho 28 anos, e, pretendo com a criação deste blog, divulgar o meu trabalho de fotografia, bem como trocar figurinhas acerca do tema.

Gosto de fotografia desde sempre através de influência da família que tem alguns fotógrafos(uns já aposentados...rs...), mas há cerca de 1 ano e meio que resolvi, de fato, me dedicar profissionalmente a fotografia. Passando a investir tempo em estudar sobre e dinheiro em equipamento, entrando para o mundo das DSLRs.


Divulgarei aqui meus trabalhos enquanto fotógrafo contratado e também como um pai babão que não perde uma arte da filha, Alice, de 5 meses e muita gaiatice.

Para quem quiser entrar em contato, basta enviar email para andersonmaiafotografia@gmail.com

Com vocês: Alice, a modelo mirim